don tapscott homem aposentado

Eles têm mais conhecimento, maturidade e equilíbrio emocional para lidar com responsabilidades. Empresas têm a ganhar ao abrir mais espaço a profissionais seniores

 

A mais recente pesquisa demográfica feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou o alargamento da pirâmide etária no país. Entre 1991 e 2010, por exemplo, a parcela da população com mais de 65 anos aumentou de 4,8% para 7,4%.

 

Compreendendo a realidade demográfica contextual do país, o mercado de trabalho procura a maneira mais adequada de manter ou até inserir novamente esse público. Com isso, surgem programas de seleção e contratação especificamente voltados para os profissionais mais “experientes”.

 

Mas por que razões as empresas devem contratar funcionários mais velhos?

 

Headhunters explicam que a decisão é feita quando se quer alguém com mais experiência para liderar equipes, tomar decisões estratégicas ou mesmo formar novos talentos na empresa.

 

Além disso, a contratação de pessoas mais velhas também tem sido encarada como peça da busca por diversidade nas empresas. Com culturas, backgrounds e gerações diferentes, eles podem trazer novos olhares e experiências para o ambiente.

 

A escritora de best-sellers e jornalista financeira Kerry Hannon compartilha 10 razões para contratar funcionários com mais de 50 anos. Confira:

 

1. Estabilidade e lealdade

Trabalhadores mais velhos são mais estáveis e não são propensos a pular de empregos com frenquência.

 

As empresas investem uma enorme quantidade de horas e recursos financeiros na triagem, contratação e treinamento de novos funcionários, sendo que muitos saem para uma nova posição, com um salário mais alto, em outro lugar que aparece num piscar de olhos.

 

2. Habilidades de tomada de decisão

Um benefício óbvio dos trabalhadores mais velhos é a experiência e as habilidades que podem ajudar os gestores a tomar decisões sólidas em tempo hábil.

 

Os empregadores podem ter dúvidas sobre eles estarem atrás da curva quando se trata de tecnologia. No entanto, essas habilidades podem ser ensinadas, mesmo que demorem um pouco mais. Nenhuma quantidade de treinamento pode fornecer o conhecimento e a sabedoria obtidos em 20 ou 30 anos passados ​​no campo.

 

3. Mojo

Mojo, segundo Marshall Goldsmith, “é o espírito positivo, a partir do que estamos fazendo agora, que começa de dentro e irradia para o exterior”. É o momento quando fazemos algo que é pleno de propósito, poderoso e positivo e o resto do mundo reconhece isto.

 

Os trabalhadores mais velhos tendem a estar mais equilibrados e seguros. Os melhores funcionários são aqueles que trazem uma mistura de confiança e conhecimento - essa combinação brilha com a pátina rica que vem com a idade.

 

4. Capacidade cognitiva

Todo o conjunto de habilidades mentais que você procura em um ótimo funcionário está presente: habilidades gerenciais, habilidades de liderança, habilidades de comunicação, empatia - essas qualidades continuam se desenvolvendo à medida que envelhecemos.

 

E, quando uma grande ideia se infiltra, os trabalhadores mais velhos são peritos em descobrir o que fazer.

 

5. Atitude

Os trabalhadores mais velhos são proativos, positivos e práticos. Isso pode ser uma generalização, mas a partir de minha experiência, nesta fase, os grandes desafios da vida estão por trás deles. Este é o momento na vida em que eles podem concentrar sua energia em seus trabalhos e amar o seu ofício com um foco que não era possível em uma idade mais jovem.

 

6. Colaborativo

Os trabalhadores experientes valorizam o trabalho em equipe. Eles são energizados trabalhando com um grupo diversificado de colegas de trabalho.

 

Quando você realmente cava e pergunta, eles dirão a você que ser o chefe da loja e responsável por gerenciar as carreiras dos outros não é o que os deixa empolgados, honestamente. Preferem ignorar o estresse, concentram seus esforços em realizar seu melhor trabalho para a empresa, causando impacto e diferença. 

 

7. Habilidades de liderança

Os trabalhadores que o fazem há algumas décadas são geralmente bons líderes, em grande parte devido a suas habilidades intrínsecas de comunicação. A comunicação não era comandada por e-mail, mensagens de texto ou mídias sociais. Como resultado, eles têm uma comunicação afiada e habilidades pessoais. 

 

8. Competências e redes essenciais

Eles geralmente têm uma experiência maior em administração, marketing e finanças, além de um conhecimento mais profundo do setor. De acordo com um estudo realizado pelo Centro de Envelhecimento e Trabalho do Boston College, 46,3% dos entrevistados disseram que seus funcionários mais velhos têm redes profissionais e redes de clientes mais fortes, em comparação com 30% que disseram o mesmo sobre seus trabalhadores mais jovens.

 

9. Produtividade

A diversidade etária melhora o desempenho organizacional. Estudos descobriram que a produtividade de trabalhadores mais velhos e mais jovens é maior em empresas com equipes de trabalho mistas.

 

10. Mentores

Os trabalhadores mais velhos desempenham um papel vital no fornecimento de habilidades para pessoas mais jovens no local de trabalho. E, o aprendizado vai nos dois sentidos. Você respeita um ao outro.

 

E, aqui está a peça-chave deste jogo de co-orientação. Você aprende novas maneiras de fazer as coisas e sua mente muda.

 

Isso significa que você mesmo valoriza seu próprio trabalho, habilidades e talentos. Isso significa que você acredita em si mesmo. Essa bússola interna, puxada pela confiança, ajudará a direcionar suas ações. É sutil, mas aqueles ao seu redor sentirão e responderão a isso.


longevidadetrabalhotrabalhadorescarreiraempresas