helena_01

A executiva Helena Schargel, de 79 anos, tem a resposta. Ela não suportou a ideia de ‘ficar parada’ e criou uma linha de lingeries para maiores de 60, cuja garota propaganda é ela mesma

 

Trabalho faz parte da vida de Helena Schargel desde os 14 anos, quando a família se mudou de Marília, no interior paulista, para o Bom Retiro, bairro da região central de São Paulo conhecido por abrigar inúmeras lojas de roupas.

 

Começou ajudando os pais, que comerciavam tecidos, e logo depois seguiu para uma longa carreira na Berlan, empresa do ramo têxtil. Cumpriu o cargo de diretora de estilo até 2016, quando se aposentou e passou a ocupar o tempo com ginástica e terapia. “Nada me dava tesão, e sou movida a tesão”, comentou em entrevista à Folha de S.Paulo.

 

Animada com a ideia de “tirar as mulheres da invisibilidade”, aos 79 anos, Helena criou uma linha de lingeries para maiores de 60, cuja garota propaganda é ela mesma.

 

“Cada peça tem que dizer ‘você pode tudo, tem mais uma vida a ser vivida, e ela pode ser a melhor de todas’”, relatou. Muitas mulheres passaram a procurá-la para contar como se inspiraram para “criar coragem e lutar pelo que querem”.

 

“Se apareço assim meio chocando, de calcinha e sutiã, é para mostrar que aos 79 anos, ou aos 60, aos 70, aos 80, a gente pode inventar algo novo e realizá-lo”.

 

Dicas para se lançar num novo projeto

Idosos que se lançam em negócios não são propriamente novidade. Dados do IBGE e de outras entidades mostram que os mais velhos são 10% dos donos de empresas e a fatia só cresceu na última década.

 

Helena diz que o sonho é viável também para quem não tem dinheiro, experiência e conexões —vantagens com que contava quando se lançou no novo projeto. Ela dá algumas dicas:

 

  1. Pergunte-se o que você gostaria mesmo de fazer. Se a gente se envolve com algo que dá prazer, a chance de sucesso é maior;
  2. Se não souber o que quer fazer, experimente. Seu inglês é ótimo e você gosta de cozinhar? Invente um chá com aulas de idiomas;
  3. Não tenha medo de arriscar; se der errado, a gente encontra outro caminho.

aposentadorialongevidadeprofissãocarreiratransição de carreiramulheres mais velhasidade ativalifelong learnerlifelong learning