gio_01

Filtro que deixa usuários com ‘cara de velho’ vira febre na web e abre discussões sobre a longevidade: devemos nos preocupar tanto com as nossas mudanças físicas?

 

Em maio deste ano, uma série de rostinhos de bebês e crianças invadiu as redes sociais. Famoso e anônimos entraram na onda de ficar com essa aparência, digamos, cuti-cuti: o rosto ganhou formatos mais arredondados, nariz delicado, olhos e bochechas grandes.

 

Neste último fim de semana, a lógica foi invertida: nossa timeline ficou lotada de fotos de amigos e artistas mostrando como eles se pareceriam daqui a uns 60 anos. Depois do filtro rejuvenescedor, o novo viral da internet que está fazendo sucesso no mundo todo, especialmente no Brasil, é o filtro que deixa as pessoas mais velhas.

 

Como nós, da VRS Academy, falamos sobre longevidade e bem-estar em nossos cursos, a febre do app que envelhece o rosto nos chamou a atenção para essa necessidade de querer prever o futuro, preocupando-se apenas com uma parte dele: a aparência.

 

De fato, o resultado da brincadeira surpreende a todos, das celebridades a nós, reles mortais. Não são raras as pessoas que postam e recebem comentários que estão parecidas com o pai/mãe, irmão/irmã mais velho(a) e afins. Enfim, muita gente entrou na onda novamente e expôs a sua curiosidade em ver o futuro e se enxergar na velhice.

 

Rugas, olheiras, linhas de expressão… Todos esses pequenos sinais no rosto invariavelmente virão com o passar dos anos. Por mais que lutemos contra as marcas do tempo, sabemos que o envelhecimento é um processo natural do nosso organismo.

 

Porém, os desafios de envelhecer bem, com saúde e qualidade de vida, vão além das mudanças de aparência e dos procedimentos estéticos para retardar as ruguinhas indesejáveis. O que você terá aprendido e o que estará fazendo nessa fase da vida também serão levados em conta para chegar à velhice de forma ativa, atual e relevante.

 

Como você está se preparando para a chegada desse momento?

 

Existem pessoas que já se cristalizaram numa versão de quem elas acha que são. Elas são as que dizem “eu sou assim mesmo”. Mas todos nós temos uma capacidade infinita de nos desenvolver. Todos os dias, a vida nos dá oportunidade de ir um passo além.

 

A boa notícia é que também há pessoas que buscam se manter sempre atualizadas, informadas e em constante desenvolvimento; são as lifelong learners.

 

E, pensando nessas pessoas que buscam aprendizado contínuo, a VRS inaugurou em Jundiaí seu novo espaço de cursos, ciclos de leituras e papos com especialistas.

 

Com encontros de curta duração, num ambiente confortável e de fácil acesso, a VRS Academy tem o formato ideal para os que desejam incorporar o lifelong learning (aprendizado por toda a vida) na sua rotina, que adquire cada vez mais sentido num mundo onde a longevidade aumenta e a noção de tempo adquire novos significados.

 

Não perca nossas temporadas de cursos e torne-se um lifelong learner. Para programação, informações e inscrições, clique aqui.


lifelong learnerenvelhecerlongevidadeidosomelhor idadeidade ativalifelong learning